CultureLab • Seminário

André Luís Mota Itaparica

Seminário do Grupo de Estudos sobre Nietzsche

Uma das possibilidades de interpretação do conceito de vontade de potência consiste na defesa de que ele foi elaborado tendo em vista a solução do debate sobre a oposição entre o idealismo e o realismo. Há indícios históricos e textuais de que Nietzsche, com o perspectivismo inerente a esse conceito, procura contrapor-se tanto ao realismo metafísico do materialismo de sua época quanto à versão schopenhaueriana do idealismo transcendental. Ao defender esta interpretação, consideramos que podemos não apenas apresentar uma leitura plausível do conceito de vontade de potência, mas também lançar alguma luz sobre as raízes do debate contemporâneo sobre a oposição entre o realismo e antirrealismo.


Prof. André Luís Mota Itaparica (Universidade Federal do Recôncavo da Bahia), “Idealismo e Realismo na Filosofia de Nietzsche”

Bio
André Luís Mota Itaparica é doutor em filosofia pela Universidade de São Paulo. Publicou livros e artigos em torno da filosofia de Nietzsche. É professor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia e membro permanente do programa de pós-graduação em filosofia da Universidade Federal da Bahia. É editor adjunto dos Cadernos Nietzsche, membro do grupo de pesquisa HyperNietzsche e do Grupo de Estudos Nietzsche. Atualmente, faz pesquisa de pós-doutoramento na Universidade Federal de Minas Gerais e na Universidade do Porto.