Grupo de Investigação Ars Vivendi

O grupo de investigação Ars Vivendi, criado em 2018, dedica-se ao estudo da relação entre filosofia, vida e criação de valores e formas de vida. Enquanto parte do CultureLab, o grupo contribui para uma investigação abrangente sobre a relação entre valor e cultura e as várias formas nas quais os valores humanos e a atividade humana de avaliar e atribuir valores se encontram sempre integrados em formas de vida culturais, que têm um contexto e história particulares. O grupo ocupa-se, em especial, da história, desenvolvimento e relevância contemporânea da filosofia concebida como “arte de viver” (ars vivendi) e o seu impacto nas práticas sociais e na construção de valores ao nível ético, político, artístico e cultural. Constituído por investigadores de topo especializados em filosofia antiga, pensamento contemporâneo e a chamada filosofia do antropoceno, o grupo tem como objetivo pôr em diálogo abordagens antigas e contemporâneas ao problema de “como viver” e respectivas práticas de auto-transformação e construção de valores, em três linhas de investigação diferentes, mas interrelacionadas:

 

• O estudo da concepção original da filosofia como “arte de viver” (technē tou biou / ars vivendi), “modo de vida” (Hadot) ou “cuidado de si” (Foucault) e correspondentes exercícios espirituais no pensamento antigo (especialmente em Platão, Aristóteles e nas escolas helenistas);

 

• A investigação de reinvenções filosóficas – e literárias – modernas e contemporâneas da “arte de viver” e dos conceitos relacionados de “autenticidade”, “liberdade” e “auto-criação” (em particular em Schopenhauer, Nietzsche, Foucault e autores da tradição existencial, como Kierkegaard, Heidegger e Sartre);

 

• A exploração da relevância da filosofia concebida como “arte de viver” perante desafios contemporâneos (como a tecnologização excessiva da vida, a crise ambiental, o transhumanismo, a violência gratuita, a emigração e a crise dos refugiados) que pedem uma interacção do desenvolvimento tecnológico e científico com a sabedoria filosófica e formas éticas inovadoras de agirmos e nos comportarmos como seres humanos no mundo em colapso de hoje.

Publicações
+
livros
+
2018
CultureLab • livros
Ernst Mach tra Scienza e Filosofia
Ernst Mach tra Scienza e Filosofia
Pietro Gori (Ed.)
Pisa: ETS
2018
livros
Do uso da imaginação. As lições dos Estóicos
Do uso da imaginação. As lições dos Estóicos
Paulo Alexandre Lima
Porto: Fundação Engenheiro António de Almeida
capítulos de livros
+
2020
CultureLab • capítulos de livros
“As an Object…”
“As an Object…”
Giovanbattista Tusa
S. Thompson & J. Bock (Eds.), Parting with the Bonus of Youth – Maumaus as Object. Lisbon: Maumaus / Lumiar Cité.
2020
CultureLab • capítulos de livros
Friedrich Nietzsche: A Crise e a Criação de Valores
Friedrich Nietzsche: A Crise e a Criação de Valores
Hélder Telo
J. A. Colen, A. Vecchio, & H. Telo, Uma História das Ideias Sociais e Políticas: Porque Pensamos como Pensamos. Porto: Editorial Aster.
2019
CultureLab • capítulos de livros
A figura mítica de Édipo como φάρμακον. René Girard leitor de Sófocles em A violência e o sagrado
A figura mítica de Édipo como φάρμακον. René Girard leitor de Sófocles em A violência e o sagrado
Paulo Alexandre Lima
M. Curado, L. Coutinho, & D. G. Xavier (Eds.), Medicina e Psicologia na Antiguidade. Porto: Húmus.
2019
CultureLab • capítulos de livros
A autobiografia e a definição de fenomenologia. Reflexões de Heidegger na antecâmara de Ser e tempo
A autobiografia e a definição de fenomenologia. Reflexões de Heidegger na antecâmara de Ser e tempo
Hélder Telo
M. Faustino, B. Ryan, & G. Ferraro (Eds.), Rostos do Si: Autobiografia, Confissão, Terapia (pp. 169-189). Lisboa: Vendaval.
2019
CultureLab • capítulos de livros
Confissão e Terapia? Uma Abordagem Genealógica
Confissão e Terapia? Uma Abordagem Genealógica
Marta Faustino
G. Ferraro, M. Faustino, & B. Ryan (Eds.), Rostos do Si: Autobiografia, Confissão, Terapia (pp. 81-99). Lisboa: Vendaval.
2019
CultureLab • capítulos de livros
Da vocação. Do uso do si ao uso de nós
Da vocação. Do uso do si ao uso de nós
Gianfranco Ferraro
G. Ferraro, M. Faustino, & B. Ryan (Eds.), Rostos do Si. Autobiografia, Confissão, Terapia (pp. 41-62). Lisboa: Vendaval.
2019
CultureLab • capítulos de livros
Cair em si e deixar cair. Conversa de Maria Filomena Molder com Marta Faustino e Gianfranco Ferraro
Cair em si e deixar cair. Conversa de Maria Filomena Molder com Marta Faustino e Gianfranco Ferraro
Gianfranco Ferraro, Marta Faustino e Maria Filomena Molder
G. Ferraro, M. Faustino, & B. Ryan (Eds.), Rostos do Si. Autobiografia, Confissão, Terapia (pp. 333-352). Lisboa: Vendaval.
2019
CultureLab • capítulos de livros
“O Tinteiro Assombradado”: Forjar um herói joyceano em Roger Casement
“O Tinteiro Assombradado”: Forjar um herói joyceano em Roger Casement
Bartholomew Ryan
G. Ferraro, M. Faustino, & B. Ryan (Eds.), Rostos do Si: Autobiografia, Confissão, Terapia. Lisboa: Vendaval.
2019
CultureLab • capítulos de livros
Biografia, expressão e liberdade: A relação entre vida e obra do artista em “A dúvida de Cézanne” de Merleau-Ponty
Biografia, expressão e liberdade: A relação entre vida e obra do artista em “A dúvida de Cézanne” de Merleau-Ponty
Luís Aguiar de Sousa
G. Ferraro, M. Faustino, & B. Ryan (Eds.), Rostos do Si: Autobiografia, Confissão, Terapia (pp. 191-206). Lisboa: Vendaval.
2019
CultureLab • capítulos de livros
(Mis)understanding epimeleia aretes in Plato’s Euthydemus
(Mis)understanding epimeleia aretes in Plato’s Euthydemus
Fábio Serranito
R. Junqueira (Ed.), Proceedings of IEF 1st International Colloquium ROADS TO CARE, Coimbra, Portugal, October 10th-12th 2018. Coimbra: Universidade de Coimbra.
2018
CultureLab • capítulos de livros
Ernst Mach dal punto di vista storico-critico
Ernst Mach dal punto di vista storico-critico
Pietro Gori
P. Gori (Ed.), Ernst Mach tra scienza e filosofia (pp. 11-31). Pisa: ETS.
2018
CultureLab • capítulos de livros
Indícios, sintomas e etologia? A reconstituição da verdade nas Historiae de Tucídides
Indícios, sintomas e etologia? A reconstituição da verdade nas Historiae de Tucídides
António de Castro Caeiro
M. Curado, L. Coutinho, & D. G. Xavier (Orgs.), Medicina e Psicologia na Antiguidade, Estudos de Pensamento Antigo. V. N. Famalicão: Edições Húmus.
2018
CultureLab • capítulos de livros
La ragione comunista. Dieci tesi e un dialogo nell’era del populismo avanzato
La ragione comunista. Dieci tesi e un dialogo nell’era del populismo avanzato
Francesco Biagi e Gianfranco Ferraro
P. P. Poggio (Ed.), L'Altronovecento. Comunismo eretico e pensiero critico, Vol. 5. Milão: Jaca Book.
artigos em revistas científicas
+
2020
CultureLab • artigos em revistas científicas
Relational Self-Care in Aristotle: A Foucaultian and Feminist Reading
Relational Self-Care in Aristotle: A Foucaultian and Feminist Reading
Hélder Telo
Revue Roumaine de Philosophie, 64(1), 85–102.