CultureLab
Projeto de Investigação
Fragmentação e reconfiguração: a experiência da cidade entre arte e filosofia

A relação entre as artes e a cidade alcançou formas novas e significativas no último século e meio, num processo coincidente com o desenvolvimento das metrópoles modernas. Isto resulta do facto de que as cidades são um objecto estético estimulante, no sentido lato da noção de estética, relativo quer aos modos de sentir e percepcionar, quer às estruturas espácio-temporais que condicionam a experiência. O projecto visa investigar a experiência estética da cidade recorrendo a duas estratégias que combinam os contributos da filosofia e dos estudos/práticas artísticos/as: por um lado, focar-se-á em estudos de caso que tratem da cidade, em particular de Lisboa, oriundos da fotografia, do cinema, da arquitectura, da literatura e das artes do som/música; por outro lado, irá reavaliar a relação de tensão entre fragmentação e reconfiguração tal como é explorada no pensamento morfológico de Goethe e nos autores que com ele têm afinidades (Simmel, Benjamin, Nietzsche, Wittgenstein, Foucault, Deleuze, Joyce, Proust e Pessoa). O projecto defende que as práticas artísticas absorvem a e respondem à fragmentação da experiência humana nas cidades modernas explorando uma tensão criativa entre fragmentação e reconfiguração capaz de abrir um espaço diferencial. Este espaço de jogo artístico pode assim quebrar as imagens homogéneas das cidades contemporâneas criadas por processos ligados ao capitalismo e à globalização. Estão ainda por determinar os aspectos positivos desta dinâmica de interrupção na cidade de Lisboa, bem como o impacto que têm na intersecção entre a experiência estética e os elementos sócio-políticos relativos à tarefa crítica da arte.

 

Articulando a investigação académica, instituições não-académicas e os sistemas de formação e de produção artística, as principais actividades do projecto são: dois seminários centrais que reúnem as questões conceptuais e os casos de estudo, com publicação das versões revistas dos artigos no formato de acesso aberto; uma conferência final, com publicação, em formato livro e numa editora de impacto international, das versões revistas dos artigos; uma colaboração com o Arquivo Municipal de Lisboa em duas das suas actividades já em curso; um programa de rádio numa estação nacional, em torno das ideias fulcrais do projecto e apoiando o plano de disseminação; actividades de formação em escolas de arte, resultando quer em publicações, quer em trabalho artístico. Os quatro consultores, abrangendo uma vasta área de interesses na estética urbana e na filosofia, serão um valor a acrescentar a uma equipa já de si versátil e dinâmica, contribuindo de uma forma decisiva para a discussão e para a evolução do projecto. O plano de disseminação reflete o empenho da equipa em fazer chegar o trabalho científico a um público alargado, ao mesmo tempo que as instituições envolvidas têm a oportunidade de alargar a sua rede de trabalho e de alcançar uma maior consciência do seu papel face aos desafios colocados pelas cidades contemporâneas.